LEITURA DIÁRIA

22/07 – Isaías 1 – 4 25/07 – Isaías 13 – 16
23/07 – Isaías 5 – 8 26/07 – Isaías 17 – 29
24/07 – Isaías 9 – 12 27/07 – Isaías 20 – 22

PERGUNTAS:

ISAÍAS

Cap. 1 – O que acontecerá se obedecermos à voz do Senhor?

Cap. 2 – Porque as nações  virão e subirão ao monte do Senhor?

Cap. 3 – Como serão os príncipes e quem governará o povo rebelde ao Senhor?

Cap. 4 – O que sete mulheres pedirão a um homem?

Cap. 5 – O que é e vinha do Senhor dos Exércitos?

Cap. 6 – Como estavam os Serafins na visão de Isaías?

Cap. 7 – Que profecia messiânica encontra-se no capítulo 7 de Isaías?

Cap. 8 – Qual o nome que o filho da profetiza recebeu?

Cap. 9 – O que aconteceu para o povo que andava em trevas?

Cap. 10 – O que pode despedaçar o jugo?

Cap. 11 – Quais são os sete Espíritos que repousam sobre o renovo do tronco de Jessé. (Jesus) ?

Cap. 12 – Porque o habitante de Sião exulta e jubila?

Cap. 13 – Como será o Dia do Senhor?

Cap. 14 – O que satanás dizia em seu coração?

Cap. 15 – O que acontece com o que foi poupado e guardado por Moabe?

Cap. 16 – Como se parecem as filhas de Moabe, no dia da destruição?

Cap. 17 – Qual a profecia para a cidade de Damasco?

Cap. 18 – Qual alerta o Senhor faz aos habitantes do mundo, quando se arvorar a bandeira nos mentes?

Cap. 19 – Qual a profecia de Isaías para o rio Nilo?

Cap. 20 – Por quanto tempo Isaías andou despido profeticamente?

Cap. 21 – Qual o tempo previsto pelo Senhor para que a glória de Quedar desapareça?

Cap. 22 – O que o Senhor fará com o home forte?

RESPOSTAS:

ECLESIASTES

 Cap. 1 – De acordo com o Pregador, o que a muita sabedoria trás?

R. Porque na muita sabedoria há muito enfado .(Ec. 1:18)

Cap. 2 – A quem Deus dá sabedoria, conhecimento e prazer?

R. Porque Deus dá sabedoria, conhecimento e prazer ao homem que lhe agrada. (Ec. 2:26)

Cap. 3 – Quanto tempo durará o que o Senhor faz?

R. Sei que tudo quanto Deus faz durará eternamente. (Ec. 3:14)

Cap. 4 – Porque é melhor serem dois do que um?

R. Melhor é serem dois do que um, porque têm melhor paga do seu trabalho. (Ec. 4:9)

Cap. 5 – Que conselho é dado para quem faz um voto?

R. Melhor é que não votes do que votes e não cumpras. (Ec. 5:5)

Cap. 6 – O que é melhor do que o andar ocioso da cobiça?

R. Melhor é a vista dos olhos do que o andar ocioso da cobiça . (Ec. 6:9)

Cap. 7 – O que é mais amargo do que a morte?

R. A mulher cujo coração são redes e laços, e cujas mãos são grilhões. (Ec. 7:26)

Cap. 8 – Porque devemos observar o mandamento do rei?

R. Observa o mandamento do rei, e isso por causa do teu juramento feito a Deus (Ec. 8:2)

Cap. 9 – Como devemos fazer as tarefas que vierem às nossas mãos?

R. Tudo quanto te vier à mão para fazer, faze-o conforme as tuas forças. (Ec. 9:10)

Cap. 10 – O pode fazer o teto desabar?

R. Pela muita preguiça desaba o teto. (Ec. 10:18)

Cap. 11 – O que acontece com aquele que está somente observando?

R. Quem somente observa o vento nunca semeará, e o que olha para as nuvens nunca segará. (Ec. 11:4)

Cap. 12 – Qual é o resumo de todas as palavras do pregador?

R. Teme a Deus e guarda os seus mandamentos. (Ec. 12:13)

CANTARES

 Cap. 1 – Quem á o autor do livro de Cantares?

R. Cântico dos cânticos de Salomão.(Ct. 1:1)

Cap. 2 – Como o amado vê sua amada entre todas as donzelas?

R. Qual o lírio entre os espinhos, tal é a minha querida entre as donzelas. (Ct. 2:2)

Cap. 3 – Quantos valentes seguiam Salomão?

R. É a liteira de Salomão; sessenta valentes estão ao redor dela. (Ct. 3:1)

Cap. 4 – Como são descritos os dentes da amada?

R. São os teus dentes como o rebanho das ovelhas recém-tosquiadas, que sobem do lavadouro. (Ct. 4:2)

Cap. 5 – Como é o falar do esposo para sua amada?

R. O seu falar é muitíssimo doce. (Ct. 5:16)

Cap. 6 – A quais cidades o amado compara sua amada?

R. Formosa és, querida minha, como Tirza, aprazível como Jerusalém.(Ct. 6:1)

Cap. 7 – Qual comparação o amado faz com os olhos de sua amada?

R. Os teus olhos são as piscinas de Hesbom (Ct. 7:4)

Cap. 8 – O verdadeiro amor pode ser afogado pelas águas?

R. As muitas águas não poderiam apagar o amor, nem os rios afogá-lo (Ct. 8:7)