Durante o Concílio de Brasília, realizado pelos ministros da Igreja Metodista do Brasil, ficou decidido que a denominação continuará a não participar de eventos ecumênicos  que tenham a participação da Igreja Católica Apostólica Romana.

A decisão foi tomada pelos bispos eleitos no primeiro dia da reunião que aconteceu entre os dias 9 e 17 de julho. O recuo dos metodistas confessantes, que almejavam a revisão da exclusão da igreja de organismos ecumênicos, certamente deve-se também a esse quadro de fortalecimento da ala carismática.

O Concílio Geral da denominação que pediam revisar a decisão, assumida em 2006, foram retiradas pelos seus autores, que preferiram “recuar e esperar” e não atrapalhar o bom momento do encontro.

40 anos da ordenação feminina

No sábado, 16, foi comemorado os 40 anos da introdução do ministério pastoral feminino na Igreja Metodista e os dez anos de eleição da primeira bispa, Marisa Ferreira de Freitas, agora reeleita.

“Hoje nós somos uma referência para muitas mulheres. Isso nos enche de responsabilidade, mas, também de alegria, por saber que continuamos na caminhada, construindo uma igreja e sociedade mais parecidas com Deus”, disse a pastora Cristiane Capeleti Pereira, de Pinheiros, São Paulo. A primeira presbítera, Zeni de Lima Soares, foi eleita em 1974.

Fonte: Gospel Prime