Igrejas pedem aumento no preço da bebida alcoólica para diminuir o consumo

Igrejas pedem um fim à fácil disponibilidade de álcool barato como um primeiro passo para lidar com os problemas que enfrenta a Grã-Bretanha com o consumo excessivo de álcool.

O pedido foi feito pela União Batista da Grã-Bretanha (Bugbear), a Igreja Reformada Unida (URC) e a Igreja Metodista, após uma pesquisa realizada pela YouGov para verificar o impacto do álcool sobre comunidades locais.

A pesquisa revelou que 61% dos entrevistados disseram que o consumo excessivo de álcool é um problema no seu bairro. As igrejas acreditam que o problema é agravado pela fácil acesso as bebidas alcoólicas e pode ser reparado através da introdução de um preço mínimo por unidade.

Esta medida foi aprovada pela vigilância sanitária e pelo Instituto Nacional de Excelência Clínica. “Sabemos que as pessoas nas comunidades locais suportar o peso da fácil disponibilidade de álcool barato”, disse Pickles Ruth, vice-presidente da Conferência Metodista e ex-conselheiro de abuso de álcool.

“Isso afeta os serviços de saúde, ruas, suas famílias e amigos. Como cristãos, nós queremos trabalhar dentro das comunidades para ajudar a encontrar soluções que realmente funcionam e proteger os mais vulneráveis”, concluiu.

“Temos muitas outras formas de agir em resposta ao aumento alarmante de danos no fígado em pessoas mais jovens. Mas álcool barato é o verdadeiro problema aqui”, disse o moderador da Assembléia Geral da URC, o Rev. Dr. Thorpe e Kirsty.

O Rev. Jonathan Edwards, Secretário Geral da Bugbear, disse que a eliminação do álcool barato, era um “primeiro passo”. “A necessidade fundamental é familiarizar-se com a causa do consumo excessivo de álcool”, disse ele.

Fonte: O Verbo