Primeiros trechos digitalizados dos manuscritos estarão na internet nos próximos meses. FOTO: Baz Ratner/REUTER

A Autoridade de Antiguidades de Israel está fazendo uma parceria com o Google para disponibilizar online os antigos Manuscritos do Mar Morto. O projeto vai garantir acesso livre e gratuito aos textos com mais 2 mil anos de idade — considerados uma das maiores descobertas arqueológicas do último século — , que serão digitalizados e reproduzidos na internet em imagens de alta resolução. Os primeiros trechos serão publicados nos próximos meses.

Os manuscritos estarão disponíveis nos idiomas originais e traduzidos.

O representante do órgão de preservação cultural de Israel disse nesta terça-feira, 19, que o projeto vai assegurar a preservação dos manuscritos ao mesmo tempo que aumentará o acesso a este artefato de valor inestimável, que inclui trechos da Bíblia Hebraica.

Especialistas têm reclamado que só um pequeno número de acadêmicos recebem permissão para ter acesso aos manuscritos encontrados em uma caverna perto do Mar Morto nos anos 1940.

Fonte: O Estado de São Paulo