Atualizado às 16:20 de 07/04/23

Saddleback Church Pastor Rick Warren participates in a panel discussion during the Clinton Global Initiative in New York

O filho mais novo de Rick Warren, autor do livro “Uma Vida com Propósito,” cometeu suicídio, o pastor evangélico disse numa carta aos membros de sua igreja no sábado.

Matthew Warren, o filho mais novo de Warren e sua esposa Kay, morreu depois de uma longa batalha com doença mental, de acordo com a declaração da Igreja Comunidade Saddleback Valley em Lake Forest, Califórnia. A igreja pediu que “todos se unam a nós em oração pela família Warren inteira” no sábado.

“Aos 27 anos de idade, Matthew era um jovem incrivelmente amável, gentil e compassivo cujo espírito doce era ânimo e consolo para muitos,” a Igreja Saddleback disse na declaração. “Infelizmente, ele também sofria de doença mental que provocava profunda depressão e pensamentos de suicídio.”
Warren escreveu sobre a morte de seu filho numa carta emotiva para sua igreja, chamando seu filho de um “homem incrivelmente amável, gentil e compassivo.”
“Nenhuma palavra pode expressar o sofrimento e a angústia que estamos sentindo neste momento,” Warren escreveu na carta. “Ele tinha um intelecto brilhante e um dom de sentir quem estava sofrendo mais ou estava mais desconfortável numa sala. Ele faria contato direto com essa pessoa para se envolver com ela e lhe dar encorajamento.”
“Mas só os mais próximos sabiam que ele lutava desde o nascimento com a doença mental, os buracos negros de depressão, e até mesmo pensamentos suicidas. Apesar dos melhores médicos da América, medicamentos, conselheiros e orações para a cura, nunca a tortura de doença mental diminuiu. Hoje, depois de uma noite divertida junto comigo e Kay, em uma onda de desespero momentâneo em sua casa, ele tirou sua vida.”

Warren disse que ele e sua esposa, muitas vezes se maravilhavam com a coragem de Matthew “de se manter em movimento, apesar da dor implacável.”

“Eu nunca vou esquecer como, muitos anos atrás, depois de uma outra abordagem não tinha conseguido dar alívio, Matthew disse: ‘Pai, eu sei que estou indo para o céu. Porque eu não posso simplesmente morrer e acabar com esta dor?’ mas ele continuou por mais uma década”, escreveu ele.

“Apesar dos melhores médicos, medicamentos e conselheiros dos Estados Unidos e apesar de orações por cura, a tortura da doença mental nunca diminuiu,” Warren escreveu aos membros da igreja. “Hoje, depois de uma tarde divertida junto com minha esposa e eu, numa onda momentânea de desespero em seu lar, ele tirou a própria vida.”
Em uma declaração de Saddleback, a Igreja pede que “todos se juntem a nós em oração para a família inteira de Warren que o conforto e a paz de Deus estejam com eles, enquanto eles lidam com esta situação difícil.”

Pastor Warren, de 59 anos, autor de Uma Vida com Propósitos, que é o livro de não-ficção mais vendido de capa dura da história e o segundo livro mais traduzido no mundo, depois da Bíblia, tem outros dois filhos adultos, Amy e Josh, e cinco netos.

Fonte: Julio Severo e outras