Durante o culto do 70º aniversário do Conselho de Igrejas de Cuba (CIC), o presidente de Cuba, Raúl Castro, afirmou que o país precisará mais do que nunca das orações das igrejas. O CIC reúne cerca de 50% das igrejas evangélicas cubanas, dentre as quais estão as principais do país.

Com a decadência gritante da economia do país, o governo cubano decidiu começar a abrir o mercado interno para investimentos estrangeiros. A medida é uma das ações que compõem o novo plano econômico de Cuba. Além da abertura, os cubanos agora poderão ter seu negócio próprio.

Fonte: Jovemx