José tinha tudo para viver reclamando da vida.

Seus irmãos, cheios de inveja, o rejeitaram e o venderam como escravo. Havia sido levado para um país distante e lá, apesar de estar trazendo a benção para a família para a qual trabalhava, tinha sido acusado de assédio sexual e, injustamente, lançado na prisão. Era prisioneiro em um país estranho. Ninguém poderia livrá-lo de lá.

Triste história até então. O inimigo não perde tempo. Aproveita a oportunidade para tentar afastar José de seu chamado. Investe na dúvida e na mentira. Questionamentos e perguntas começam a aparecer na mente de José:

– E aqueles sonhos, eram verdade ou simplesmente resultado de uma noite mal dormida??  Será que o Senhor ainda se lembra de mim??

No entanto José não murmurava. Simplesmente esperava o momento do cumprimento da promessa de Deus em sua vida. Não sabia ao certo quando aconteceria. Estava certo, no entanto, que o Senhor cumpriria a Sua palavra, a despeito de todas as circunstâncias.

Até que chega o momento. O rei o chama para interpretar um sonho, e o Senhor lhe coloca no lugar para o qual havia sido preparado durante toda a sua vida. Chega também o momento de abençoar seus irmãos, aqueles mesmos que o haviam rejeitado.

Deus é fiel. Muitas vezes achamos que o propósito do Senhor nunca vai se realizar em nossa vida. Mas o tempo é do Senhor. Ele é soberano e nós precisamos estar prontos a atendê-lo.

Grande é este privilégio – o de estar incluído nos planos do Senhor.